Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Cliente Perfeito

Uma perspectiva diferente do mundo encantado do atendimento ao público!

O Cliente Perfeito

Uma perspectiva diferente do mundo encantado do atendimento ao público!

A opinião dela é... #3

Hoje, como não podia deixar de ser, é dia de dar continuação a esta rubrica semanal e desta vez a minha convidada é a caríssima Caracol do blog A Caracol. Que felizmente aceitou o meu convite para contar a sua experiência e apresentar-nos em primeira mão um tipo de cliente que tenho a certeza que está no top dos motivos de comichões de muitos lojistas!

Divirtam-se:

 

"O Cliente da Net


Só há um tipo de cliente capaz de me tirar do sério, de me pôr os nervos em franja: o cliente da Net. Aquele cliente que vai à loja, experimenta tudo e no final não só não leva nada, como ainda te pede a referência do produto, comentando que "é mais em conta comprar na internet".
A sério? Mas esta malta não pensa? É claro que há produtos que são mais baratos on-line, mas é preciso ter dois dedos de testa e perceber que quem tem uma porta aberta, tem mais despesas: é renda, são despesas de água, luz, telecomunicações, salários de funcionários... Todo um rol de despesas que não existem, ou são menores, nas lojas virtuais.
Reparem eu não tenho nada contra quem compra por esta via, eu própria o faço imensas vezes. Agora ir para uma loja física, apreciar o produto, avaliar a qualidade e ainda ter o desplante de comentar no final que vendemos caro, que temos uma enorme margem de lucro que, em suma, andamos a meter a mão no bolso dos clientes à fartazana, é só parvo.
Pior é quando este cliente acompanha um outro à loja, onde o segundo até tem vontade de comprar, está decidido a fazê-lo, mas o primeiro espeta-lhe um "na net é bem mais barato", passando-lhe um atestado de incompetência para as compras.
Não dá vontade de sortear um par de estalos?
Fico cega com esta gente. 
O pior defeito deste cliente, é não ser discreto, não se limitar a fazer um comentário entre dentes a quem o acompanha quando o funcionário vira costas por instantes. Não. Este cliente faz questão que o funcionário saiba onde faz as suas compras, acusando-o, nas entrelinhas, de ser um sacana que enche os bolsos com os infinitos euros que recebe a cada venda. Para este cliente, só há lucro, não há despesa. É isso que o torna (ainda) mais insuportável.
Mandem-me todos os clientes: o chico-esperto, o indeciso, o eterno insatisfeito, o chato, o aborrecido, o que reclama por tudo e por nada, mas por favor, tirem-me o cliente da Net da frente."

 

Obrigada Caracol!

10 comentários

Comentar post