Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Cliente Perfeito

Uma perspectiva diferente do mundo encantado do atendimento ao público!

O Cliente Perfeito

Uma perspectiva diferente do mundo encantado do atendimento ao público!

Just on time

Como se costuma dizer: não se pode agradar a gregos e a troianos. E no assunto - o horário de funcionamento dos centros comerciais -  a história é sempre a mesma. Há os que concordam, há os que acham desnecessário tantas horas aberto. A minha opinião dividi-se, por um lado acho que das 10 da manhã à meia-noite, um exagero. Talvez ao fim-de-semana compense (pelo menos os centros comerciais cobertos), existem pessoas que aproveitam para ir jantar fora e dão uma voltinha pelas lojas ou quando saem do cinema. Agora, de segunda a quinta, acredito que para muitos lojistas seja um sacrifício gigante estar ali sem ninguém para atender até à hora do fecho, será que o número de clientes que compra nas últimas duas horas compensa os gastos em luz que a loja produz? 

Por outro lado, fechar mais cedo implica invariavelmente uma redução nos postos de trabalho, aqueles part-times só para a hora do fecho ou os de fim-de-semana, muito provavelmente deixariam de existir, e isso nunca é uma coisa positiva. Eu quando posso gosto de fazer as minhas compras durante a semana, na hora de abertura ou depois da hora do jantar, pois sinto que as lojas estão mais arrumadas e repostas e os funcionários estão mais dispostos e disponíveis para ajudar. Mas o meu eu, como lojista, odeia aquelas horas do fim do turno, em que não há ninguém no centro e já está tudo arrumado e reposto. Mas o certo é que se alguém um dia decidiu que em Portugal faz sentido estes horários foi por algum motivo. Certo? Vamos acreditar que sim.

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post