Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Cliente Perfeito

Uma perspectiva diferente do mundo encantado do atendimento ao público!

O Cliente Perfeito

Uma perspectiva diferente do mundo encantado do atendimento ao público!

O Entrevistado Perfeito #1

Ora que estou de volta, depois de uma pausa forçada. Estou de volta e espero que vocês também voltem aqui a este cantinho para a acompanhar as histórias e outras coisas dos nossos estimados clientes.

No outro dia uma seguidora deixou-me um comentário a pedir algumas dicas para por em práticas durantes as entrevistas para trabalhar em lojas. Pois bem, mesmo só tendo trabalhado em duas lojas (cada uma durante alguns anos), fui a inúmeras entrevistas em diferentes marcas, principalmente quando estava à procura da minha primeira experiência profissional.

Já fui a entrevistas com gerentes de loja, com sub-gerentes, com chefe da empresa, com pessoal dos recursos humanos e fui entrevistada em bancos dos centros comerciais, no meio do armazém, nos corredores entre lojas, enfim infinitos locais. Com isto, a primeira coisa que se devem mentalizar é que nenhuma entrevista será igual.

A minha primeira dica é pesquisarem bem sobre a empresa em causa, saber em que ano foi criada, que artigos vende, quantos lojas tem em Portugal e se existem mais marcas dentro da mesma empresa. Depois é sempre importante demonstrar gosto pelo o que a marca vende, é importante adaptarmo-nos ao estilo da marca, se for por exemplo uma loja de artigos de deportos e nós praticarmos alguns desportos, então é importante passar essa informação ao entrevistador.

É sempre importante demonstrarmos que conseguimos ter um discurso formal, isto é, que conseguimos comunicar com qualquer tipo de cliente e que a satisfação do cliente é a nossa prioridade. É fundamental estarmos preparados para aquelas perguntas clássicas, tais como: porque entregou o seu currículo na nossa loja; qual era a sua intenção profissional quando iniciou o seu curso superior (caso o tenham); quais as suas maiores qualidades e defeitos; o que acha ser preciso para trabalhar em equipa.

Não existe uma resposta certa ou errada, eu acredito que é preciso existir sinceridade, calma e se conseguirmos criar alguma empatia com o entrevistador, ainda melhor. É preciso ler os sinais faciais do entrevistador e saber quando devemos parar o nosso discurso ou continuar.

A minha última dica é que sejam sempre sinceros acerca do vosso percurso profissional e se ainda não o iniciarem, demonstrar que estão disponíveis e dispostos a aprender rápido e a esforçarem o mais que podem.

5 comentários

Comentar post