Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Cliente Perfeito

Uma perspectiva diferente do mundo encantado do atendimento ao público!

O Cliente Perfeito

Uma perspectiva diferente do mundo encantado do atendimento ao público!

Pode chamar o responsável?

Nunca fui chefe de coisa nenhuma, nem idade e nem carinha tenho para isso, verdade seja dita. Acho que tenho cara de miúda de 14 anos, deve ser por isso que quase todos os clientes me tratam por menina, o que me irrita solenemente em alguns momentos. Mas quando oiço a frase: pode chamar o gerente por favor? Ui, toda eu tremo. Não por medo de ter feito alguma coisa errada, já fiz coisas menos boas como toda a gente, mas felizmente nunca fiz nada ao ponto que eu própria não o possa resolver. Eu tremo na verdade é pelo gerente, porque meus amigos ser gerente ou sub-gerente de uma loja não é pêra doce, isso vos garanto. Os clientes adoram reclamar por tudo e por nada, como vocês já sabem, e gostam mais ainda de subir o tom e ainda mais de ser mal-educados e é por isso mesmo que eu acho que as melhores características para um bom gerente são saber manter o "sangue frio" em muitos momentos e uma dose enorme de paciência. 

Até hoje, só tive gerentes do sexo feminino e que nunca vacilaram quando chegou a hora de defender a loja e a equipa perante um cliente mais persistente. Que bateram o pé e responderam sempre à altura do acontecimento. O caso mais irreal que me aconteceu foi quando uma cliente me abordou e me diz que quer levar o carrinho de bebé a 19,90 como está na etiqueta. Devo ter olhado para a senhora com a cara mais confusa e irritada de sempre porque ela prontamente pediu para chamar a gerente. Nesta loja vendíamos puericultura (que para quem não sabe, eu antes de ir trabalhar para lá não sabia, são todos os acessórios ligados aos bebés, desde carrinhos, a alcofas, etc), mesmo não percebendo muito do assunto todos sabemos que os carrinhos de bebés são coisa cara e este trazia mais duas coisas (acho que um ovo e outra coisa que não me lembro), sei que rodava os 300 e tal euros na altura. Então podem imaginar a minha cara de parva. Sei que pedi à senhora para me mostrar o carrinho e respetiva etiqueta, que assim que lhe pus a vista em cima percebi que tinha sido colada porque era vermelha, dos saldos de outra secção e estava meio branca o que indicava que tinha sido dobrada. A senhora continuava a insistir que queria falar com a gerente, lá chamei e começou o circo. Sei que às tantas a senhora gritava sozinha "chamem o segurança, chamem a polícia, quero ver as filmagens da câmara" isto repetidamente. 

 

Não sei quantas vezes a minha gerente lhe tentou explicar que ninguém a estava a acusar de nada mas simplesmente aquela etiqueta não pertencia ali e não podíamos fazer o carrinho aquele preço, porque quem ia pagá-lo era toda a equipa devido à discrepância de preços. A senhora acabou por desistir passado uma hora, muitos gritos e muitos nomes chamados a quem? À gerente, está claro.

25 comentários

Comentar post

Pág. 1/2