Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Cliente Perfeito

Uma perspectiva diferente do mundo encantado do atendimento ao público!

O Cliente Perfeito

Uma perspectiva diferente do mundo encantado do atendimento ao público!

Mas afinal que atendimento é este?

Como assim se passaram 4 anos? Não me quero armar em Bumba na Fofinha mas tiveram saudadesssss minhasss? 

Podia dizer que estive muito ocupada, tal e coiso e não estaria a mentir. Contudo, não é para isso que vocês cá estão e por isso vamos ao que interessa. Como vos correu a Black Friday? Ainda continuo à espera de encomendas que vão chegar... hum... pelo que parece... nunca.  

Para hoje o tema é a minha última e fenomenal experiência numa grande loja de produtos electrónicos. O objectivo era simples: comprar um telemóvel para um familiar que só gosta de uma marca especifica. Entrei na loja e para meu espanto veriquei que não havia stock dos dois telemóveis que tinha em mente. Prontamente, aproximou-se uma funcionária que me garantiu que aquela marca não estava a enviar para Portugal devido à pandemia e que não tinham em mais nenhuma loja em todo o país. Disse-me que a única alternativa era levar o de exposição ou comprar outra marca.

Então, a colaboradora (bastante simpática até) apresentou-me uma marca que tinha acabado de chegar a Portugal e com boas características. Disse-lhe que ia pensar e abandonei a loja. Fui falar com uma pessoa entendida em telemovéis que me confortou com a tal marca e decidi voltar à loja e comprar o tal telemóvel. No ato do pagamento, a rapariga diz-me que afinal também não têm o telemovél em stock mas que pode encomendar e que chega nos próximos 3 dias. Pensei, ok ainda falta bastante para o Natal, tranquilo.

Passado dois dias recebo um email a informar que já podia levantar o telemóvel na loja. Dirijo-me à loja em pleno feriado (com o centro comercial ao barrote, mas como sabia que ia ser rápido não me preocupei). Rápido, pensei eu.. pessoa ingénua. Por mera curiosidade, passo pelos telemovéis e para meu choque vejo que a marca que inicialmente eu queria voltou a estar em stock. Juro-vos que neste momento a minha mente explodiu de raiva. Eu sei, eu sei.. que nem sempre se sabe o que vai chegar a loja mas neste caso a rapariga jurou-me a pés juntos que aquela marca não chegaria nos próximos meses. 

Pensei, ok vou trocar. Chego ao balcão para levantar a minha encomenda e para meu espanto (e também da pessoa que me atendeu) chegou uma coisa de uma marca à toa e não tinha nada a ver com o que eu tinha comprado. Lindo, além de me ter mentido, encomendou uma coisa à toa (alerta funcionária do mês!). Lá chamaram o gerente e eu já em pilha de nervos digo: olhe eu não me importo que tenha chegado a encomenda errada porque eu quero fazer uma troca, quero trocar a encomenda pelo telemóvel que queria desde o início, que a sua funcionária garantiu que nunca chegaria mas afinal chegou. E o gerente ainda me responde: o que? vai trocar a marca x pela marca y? tem a certeza?................. O MEU PENSAMENTO FOI: DESCULPE MAS EU PERGUNTEI ALGUMA COISA OU É VOCÊ QUE VAI PAGAR? Os colaboradores servem para aconselhar, mas se o cliente está consciente da compra e não fez qualquer pergunta, que tipo de comentários são estes?

Enfim, respondi que sim e avançamos para outro balcão onde tive que tirar senha e esperar para ser atendida. Lembram-se que eu achei que ia ser rápido? Pois que não foi. Passado uma eternidade, sou atendida por uma rapariga que me diz: olhe vejo aqui já pagou parte do telemóvel e para fazer a devolução ou troca precisamos de devolver para o mesmo cartão. Ao que respondo: olhe isto é o seguinte, eu vim aqui comprar uma marca que a sua colega disse que não havia e afinal chegou, convenceu-me a comprar outro telemóvel por encomenda. Venho levantar a encomenda e afinal a mesma colega não encomendou a coisa certa. Portanto, eu não tenho esse cartão aqui comigo, ou me devolvem em numerário ou colocam num cartão presente para eu usar na troca pelo telemóvel que sempre quis desde o primeiro minuto. E sim, eu é que dei a solução. Achou boa ideia e lá passou o dinheiro para o cartão presente. Fui buscar o telemóvel que sempre quis (que chegou em grandes quantidades e de todas as cores) e fiz a troca.

Devo dizer que além dos nervos, do tempo, o que mais me irritou foi a falta de sensibilidade e o reconhecimento de culpa que não existiu. Moral da história: o cliente as vezes até tem razão, são poucas as vezes mas acontece.